UM CERTO BILLY

Conheci o carinha em 2010, cerca de dois anos após começar a seguir pela internet o Movimento Superação, formado por um bando de doidos que resolveu que as pessoas com deficiência merecem respeito. Billy é o mentor e presidente do Movimento. Além da atuação junto a entidades, empresas e políticos, reivindicando providências no sentido de abolir das cidades as barreiras arquitetônicas e culturais que historicamente segregam e excluem os ‘diferentes’, a entidade promove passeatas nas maiores Capitais, com o objetivo de atingir o grande público para essa realidade que costuma passar despercebida para quem não precisa de uma rampa, de um cardápio em braile, de um piso táctil, de um(a) intérprete de Libras.

Billy e eu, momentos antes de sairmos em passeata na Av. Paulista (acho que em 2012):
20121201_113710

Abaixo, imagens de passeatas realizadas em Sampa, Rio e Porto Alegre, em anos diversos:

Imagem Mogi Acessível

Passeata II

Passeata SP

Revista Reação

Billy, ao lado de outros guerreiros como Jairo Marques, tem essa capacidade de aglutinar pessoas das mais diversas classes sócio-econômicas, deficientes ou não, em torno desse projeto de tornar o Brasil menos agressivo e mais acessível àqueles que não têm a chance de levar a vida dentro daquilo que um segmento da sociedade classifica como ‘normal’.

Como pessoa, colega, parceiro e amigo, é doce. Culto e falante, valoriza a amizade como um bem precioso que precisa ser cultivado e mantido. Ao assumir, porém, o lado político e briguento, mostra os dentes e diz o que muitos não gostariam de ouvir, principalmente quando pega um microfone e deixa jorrar um rap de responsa, com letras fortes e verdadeiras. Não é uma pessoa que odeia pessoas, mas seguramente não morre de amores pelo sistema excludente que nos foi imposto por uma questionável ‘maioria’. Então, canta. E fala. E encanta. E incomoda. E conquista.

Admiro muito esse cara.

Esta entrada foi publicada em Acessibilidade e Cidadania e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *