ACHO QUE VOLTEI

Devido ao calo de estimação na C3 (não, não é um carro) que cultivo há mais de duas décadas graças ao bom e velho futebol, convivo com travadas de coluna regularmente. Nem incomoda tanto, já se tornou uma tradição. Meu desafio atual é aturar as travadas do blog, que vêm caminhando a passos largos para virar direito adquirido. O WordPress é até legalzinho, mas com frequência demonstra tolerância zero com atualizações de plug-ins, o que levanta a suspeita de que se trata de um programa de direita, avesso a mudanças.

A partir de 15/03/2015 perdi mais uma vez o acesso ao blog, logo após tentar atualizar um plug-in estatístico. Contatei o pessoal do UOLHost, que foi, como sempre, simpático. E, também como sempre, não resolveu lhufas. Talvez a coisa esteja demorando tanto porque disse isso a eles, que suas intervenções sempre trazem no bojo um sonoro ‘se vira’, mas iniciam com um vocativo respeitoso e terminam com um adorável ‘continuamos à disposição’. Acho que magoaram e resolveram fazer pirraça. Ante o silêncio sepulcral que se sucedeu, tive que fazer contato por telefone para tentar resolver a contenda.

Alguma coisa aconteceu após isso, tanto é que já estou novamente postando, mas vale dizer que o texto foi digitado no Word e colado aqui, porque o editor do WordPress não me permitiu sequer escolher a fonte. A formatação foi para o brejo, mas quando for possível eu conserto. Faltam plug-ins e, agora, sua instalação e/ou atualização está inibida. Ainda não recebi nenhuma comunicação do suporte técnico do UOL, talvez ainda haja esperança de retorno à normalidade.

Oremos.

Esta entrada foi publicada em Assuntos Gerais. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *